Gerador de Ozônio Enviromix

Todo tratamento de esgoto sanitário requer oxidação da matéria orgânica e inorgânica que geralmente é feita por meio biológico ou físico-químico. O sistema de reciclagem de água Enviromix possui um forte aliado que substitui qualquer outro tipo de sistema de oxidação com agilidade e qualidade.

O gerador de ozônio Enviromix, 100% nacional, possui modelos que produzem até 500 g/h. O processo é muito encontrado no setor industrial, para reduzir a concentração de DQO (Demanda Química de Oxigênio), DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio) e também do COT (Carbono Orgânico Total), e agora está sendo viabilizado no setor comercial.

O equipamento, desenvolvido pela Enviromix, possui tubos dielétricos pelo qual o oxigênio percorre, enquanto é emitida uma descarga elétrica constante que transforma a molécula do oxigênio (O2) em uma molécula de ozônio (O3), por meio da adição de um átomo de oxigênio.

As aplicações do gerador de ozônio no meio industrial são:

  • Indústria alimentícia: oxida pesticidas e neutraliza os gases de amônia e etileno produzidos durante os processos de amadurecimento e decomposição;
  • Química
  • Farmacêutica
  • Piscinas
  • Água mineral
  • Têxtil
  • Papel e celulose
  • Desinfecção de estações públicas de tratamento de água

 

Fontes:
http://www.snatural.com.br/ozonio-tratamento-agua-desinfeccao/

http://www.snatural.com.br/produtos-quimicos-tratamento-agua/

https://www.ozonio.net/ozonio-em-piscinas/

http://www.ascambiental.com.br/gerador-ozonio.php

http://www.philozon.com.br/noticias/ozonio-na-industria-de-alimentos/

http://www.philozon.com.br/noticias/sisemas-de-aplicacao-industrial-de-ozonio/

Reúso de Água e seus Benefícios

Utilizar água potável na descarga e para outros fins ordinários são práticas de séculos passados.  A história das civilizações nos mostra o perfil parasita e devastador do velho homem, porém há uma luz no fim do túnel.

Na segunda metade do século XX, os pensamentos ambientalistas são propagados e com este trabalho, novas gerações de engenheiros e arquitetos já possuem em sua formação de base soluções sustentáveis para a interação da vida do homem com o planeta.

A alta concentração de pessoas nas cidades demanda eficiência na gestão de recursos, e o mais importante deles é a água. Fóruns internacionais acontecem todos os anos para conscientizar e buscar soluções para a questão hídrica em cidades do mundo todo.

No território brasileiro, a abundância de água fez com que se predominasse uma cultura de desperdício, que se deu principalmente a partir do início da industrialização no país, repentina e tardia, fazendo com que as estruturas para o modo de vida da população fossem, em seu maior número, imediatas e sem planejamento, e que permeiam até hoje em muitas regiões sem saneamento básico, por exemplo.

A solução mais inteligente, em eficiência e sustentabilidade, tem sido o reúso da água, e vários países como Israel, Japão e Cingapura, por exemplo, tem incorporado este sistema em suas cidades, tornando-as autossuficientes.

Quais são os ganhos com a reciclagem da água?

  • Redução dos custos de água, luz e esgoto;
  • Redução dos efluentes gerados, industriais ou domésticos;
  • Economia de água, priorizando a água potável para consumo humano e animal.

Quais águas são possíveis de se reciclar?

  • Águas de coleta da chuva;
  • Águas cinzas: provenientes de torneiras e chuveiros;
  • Águas negras: proveniente de vasos sanitários. O próprio esgoto pode ser tratado hoje, por sistemas eficazes e potentes em desinfecção, como o tratamento feito com ozônio.

E onde a água reciclada pode ser utilizada?

  • Descarga de vasos sanitários;
  • Irrigação de jardins e canteiros;
  • Lavagem de pisos e calçadas;
  • Lavagem de veículos;
  • Reposição de água em sistemas de refrigeração;
  • Limpeza doméstica/ de estabelecimentos;
  • Geração de energia, entre outros.

A água de reuso é uma prática possível nos dias de hoje, mas é preciso um trabalho de conscientização por parte do governo e da própria população, a fim de mudar o contexto cultural em que vivemos, de hábitos insustentáveis. Como ‘’start’’, as pequenas ações individuais podem fazer uma grande diferença no coletivo, para o começo deste trabalho.

Fontes:
https://www.unochapeco.edu.br/quimica/noticias/reuso-de-agua-e-seus-beneficios-para-a-industria-e-meio-ambiente

https://digital.fispaltecnologia.com.br/importancia-e-beneficios-do-reuso-de-agua-para-industria/

http://infraestruturaurbana17.pini.com.br/solucoes-tecnicas/43/ampliar-o-reuso-de-agua-em-setores-de-grande-consumo-327094-1.aspx

http://www.unoeste.br/site/enepe/2012/suplementos/area/Humanarum/Ciências%20Humanas/Sociologia/ANÁLISE%20DE%20UM%20MODELO%20INDUSTRIAL%20DE%20REÚSO%20DA%20ÁGUA%20NO%20SETOR%20FRIGORIFICO%20REFLEXÃO%20A%20CERCA%20DA%20SUSTENTABILIDADE.pdf

 

Quando Usar Gravata no Ambiente de Trabalho

Hoje, o estilo social pode ser mais casual, variando um pouco a combinação clássica de terno, camisa social e gravata. Mas, por não ser uma tendência cotidiana, a gravata ganha destaque quando é parte da composição na vestimenta.

O estilo casual sem gravata remete um ar mais jovem e descontraído ao homem, e também permite o uso de acessórios. O terno slim fit é ideal nesta combinação. O jeans ou a calça chino, em tom escuro, são opções bem-vindas. Detalhe nesta composição que faz a diferença: o primeiro botão do colarinho da camisa aberto, para não parecer que algo está faltando. Exemplos de cores: bege, branco, azul marinho e bordô.

O social mais formal tem a composição simples: terno, gravata, calça social e sapato. A mensagem visual transmitida é de seriedade, profissionalismo, credibilidade e status. A gravata e a camisa podem se complementar, sendo uma das peças estampada e a outra lisa. Cores: branco, cinza, preto, azul claro ou marinho.

Apesar de ser uma opção estilosa, o casual não se encaixa tão bem em todas as situações quanto a combinação tradicional com a gravata, que também pode ser descontraída quando desejado. Existem várias opções de gravata com estilos, cores e tecidos de texturas diferentes, assim como os ternos e camisas, que falam muito através da cor.

Para casamento, formatura e cotidiano no trabalho, o estilo casual se encaixa bem. Em eventos corporativos, reuniões de trabalho ou com o cliente, o uso da gravata pode ser relevante, pois está em contexto de apresentação.

Cada estilo tem seu destaque na noite ou no dia e o ambiente e o contexto são indicadores importantes para a escolha na hora de se vestir, mas, considerando todos esses códigos visuais, também é uma opção pessoal escolher o que usar, pois a personalidade da pessoa é relevante em todos os contextos, junto à flexibilidade de escolha que hoje é possível de se ter.

Fontes: 

http://www.grupolet.com/noticias_20081006_gravata.asp
http://disottimodamasculina.com.br/index.php/2017/09/21/usar-gravata/
http://disottimodamasculina.com.br/index.php/2017/10/26/roupa-social-sem-gravata/

 

Uma Nova Era com a E.R.A. Enviromix

Estamos no século XXI, o estimado século XXI, que está a completar quase duas décadas, sustentando conceitos de séculos passados. De certo que paradigmas foram ultrapassados e que a era da tecnologia da informação traz muitas possibilidades, como a de você que lê essa matéria, na tranquilidade de seu vaso sanitário, e que após este momento tão íntimo e introspectivo, aciona o ‘’botão mágico’’ da descarga, despejando litros e litros de água potável para remover um estorvo, e no momento seguinte ler uma matéria no seu smartphone, intitulada “A Água do Planeta Está Acabando”.

No Brasil, nos constantes períodos de estiagem, a moda é racionar a água, mas sabemos que toda moda passa e se medidas mais profundas não forem tomadas, o problema pode se perdurar por mais décadas e décadas.

Este é o momento de iniciarmos uma nova era, a era em que a prática de reuso de água é tão natural quanto a de lavar roupa, e para contribuir com a viabilidade econômica dessa prática é que a Enviromix traz a nova E.R.A. (Estação de Reciclagem de Água), para edifícios comerciais, shoppings centers, hospitais, indústrias e outros estabelecimentos, para solucionar as questões hídricas com um olhar para o futuro, sustentável ao planeta.

A E.R.A. Enviromix apresenta a redução na demanda de recursos naturais, custos, energia e efluentes gerados nas atividades humanas, assim preservando o meio ambiente.

O esgoto é transformado em água de reuso através de oxidação avançada por ozônio e microfiltração, com baixo consumo energético e alta eficiência e tecnologia, tornando a água reutilizável, dentro dos padrões de qualidade, para aplicação em atividades que não exigem potabilidade.

O processo é totalmente automatizado, podendo ser viabilizado em empreendimentos que consomem a partir de 500m³/mês, sendo que quanto maior o consumo, maior será a viabilidade econômica, com as vantagens de:

  • Não utilizar produtos químicos no processo de tratamento;
  • Baixa produção de resíduos (lodo);
  • 90% do processo é automático, necessitando de pouca mão de obra;
  • O sistema para 500m³/mês ocupa um espaço equivalente a 2 vagas de garagem;
  • Baixo consumo de energia;
  • Não gera subprodutos químicos tóxicos posteriormente.

A missão da Enviromix é a precursão num sistema integrado, que equilibra a demanda e a oferta de recursos de forma mais eficiente que os modelos tradicionais de gestão e tratamento da água, disponíveis hoje no mercado.

Conheça mais sobre a Enviromix: http://www.enviromix.com.br/#1

Edifício Pravda em Alphaville

O edifício Pravda localizado em Alphaville, Barueri, é o mais novo cliente que conta com os serviços de reciclagem de água da Enviromix. O empreendimento de alto padrão possui 18 andares, cada um com ar-condicionado individual, 5 elevadores e 85 salas. Oferece serviços na área da saúde, estética e terapias por profissionais especializados.

A estação de reciclagem de água negra foi projetada para produzir 1000 m³/mês, ocupando um espaço de 30 m² de área no 4º subsolo da garagem. O sistema Enviromix transforma esgoto em água de reuso por meio de oxidação avançada e nanofiltração, retornando uma água cristalina, de alta qualidade.

Os benefícios: menor impacto ambiental, menor demanda de água e economia financeira para o cliente. A água tratada é direcionada para uso nas descargas e na limpeza do edifício.

O edifício Pravda é o primeiro cliente da Enviromix em Alphaville. O sistema é recomendado para edifícios comerciais por apresentarem uma planta de ideal infraestrutura para a instalação da ERA (Estação de Reciclagem de Água) e que tenham um consumo de água para reuso acima de 500 m³/mês.

 

 

 

Fonte:

http://pravdaalphaville.com.br/features/pravda-alphaville-ficha-tecnica-goincorp/

Como os Países e suas Grandes Cidades Gerenciam sua Água

Cingapura

Era preciso alcançar autossuficiência, já que o território não possui aquíferos naturais e sua terra é limitada para coletar e armazenar água da chuva. O país não podia depender totalmente da importação de água de outros países. Soluções:

  • Ciclo da água completo, por meio de um sistema integrado e eficiente, que capta a água da chuva, purifica, abastece os lugares e trata a água para reuso;
  • Dessalinização, como a principal fonte de água – Cingapura importa uma parte da Malásia, outra obtém por captação da água da chuva e reuso);
  • Engajamento na causa: além da conscientização da população, discussões são promovidas por especialistas, políticos e líderes da indústria para a busca de soluções, com colaborações internacionais mútuas, de empresas privadas e agências governamentais.

Israel

País cercado pelo deserto, encontrou soluções inovadoras através do empreendedorismo para solucionar a questão da água e até exportar o recurso para países vizinhos. Soluções:

  • Cobrança individual do consumo de água, fazendo o preço aumentar e conscientizando a população sobre o real valor da água;
  • Sistema de gotejamento na agricultura;
  • Índice de tratamento de esgoto de até 90%, sendo reutilizado posteriormente;
  • Dessalinização da água do mar Mediterrâneo;
  • União da população pela causa, educação ambiental e cultura do não desperdício.

Austrália

Com recordes de temperatura nos últimos anos e um período de seca de até doze anos (de 1997 a 2009), o país precisou investir para se adaptar. Soluções:

  • O principal investimento foi na infraestrutura, para impedir vazamentos de água;
  • Reservatórios de água instalado nas casas: coleta e direcionamento da água para tratamento e depois o retorno para reuso, numa torneira especial;
  • Usinas de dessalinização em várias cidades.

Estados Unidos

O estilo de vida de alto padrão das pessoas no estado da Califórnia passou por mudanças depois de períodos alarmantes de seca na última década. Soluções:

  • Racionamento de água em determinados horários;
  • Meta para reduzir o consumo de água da população em 20% por meio de iniciativas, como o aumento de tarifas e multas para flagrantes de desperdício de água;
  • Incentivos para que os moradores trocassem a grama de suas casas por gramas artificiais e pessoas que utilizavam água para irrigação precisaram reduzir o consumo para 10% obrigatoriamente, enquanto o restante reduziu voluntariamente;
  • Descontos para a população na compra de chuveiros, máquinas de lavar e privadas mais eficientes na economia de água;
  • Parques, clubes e campos de golfe passaram a ser irrigados com água de esgoto reciclada;
  • O estado já possui um sistema que torna potável a água do esgoto, de forma indireta: o esgoto é tratado, devolvido no rio e depois é abastecido nas casas das pessoas.

Japão

A água do Japão é considerada uma das melhores do mundo pela alta qualidade que possui, passando por um sistema de purificação feito com ozônio e carvão ativado biológico, sendo saudável e potável mesmo direto da torneira. A conscientização da população é a grande chave da questão hídrica no país e, desde os anos 50, o país trabalha com medidas para evitar a falta de água. Soluções:

  • Captação da água da chuva, reaproveitamento de águas residuais, manutenção do sistema de distribuição e averiguação rigorosa para impedir vazamentos, tendo um dos menores índices de perda de água no mundo: 2%;
  • Desde 1978, todo dia 15 do mês é considerado o dia de economizar água;
  • O desenvolvimento de torneiras, chuveiros e vasos sanitários que diminuem o consumo de água;
  • Rígida lei ambiental, preservando as fontes de água doce apropriadas para consumo humano.
  • Existe a separação das águas da pia, lavatório, chuveiro e vaso sanitário, para facilitar o tratamento das águas para reuso, que inclusive é feito nas próprias residências por tanques, com instalação que custa em torno de oito dólares.

 

Fontes:
http://www.letrasambientais.com.br/posts/10-licoes-dos-paises-lideres-em-gestao-sustentavel-das-aguas
http://info.opersan.com.br/gestão-dos-recursos-hídricos-as-lições-que-devemos-aprender-com-austrália-israel-e-singapura
http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/05/veja-solucoes-de-seis-paises-para-vencer-falta-de-agua-e-o-desperdicio.html   G1
https://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/a-solucao-de-israel-para-a-falta-de-agua-44dzpnzblhoqmhkuwkglz9r5l/ Israel – Gazeta do Povo
http://saopaulotimes.com.br/sp/%E2%80%A8solucao-inteligente-entendaa-politica-de-agua-em-singapura/ Cingapura, São Paulo Times
http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2015/05/25/115709-veja-solucoes-de-seis-paises-para-vencer-a-falta-de-agua-e-o-desperdicio.html
https://brasil.elpais.com/brasil/2015/04/23/politica/1429825301_602621.html Estados Unidos
https://www.coisasdojapao.com/2017/08/voce-ja-bebeu-agua-da-torneira-no-japao/
https://www.tratamentodeagua.com.br/reutilizacao-de-agua-aquifero/
https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150223_california_sanfrancisco_jf_rm BBC – Estados Unidos
https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1603095-toquio-aprende-a-licao-e-hoje-perde-so-2-da-agua.shtml Japão
http://www.fibrandobrasil.com.br/fibran/como-sao-paulo-pode-superar-a-crise-hidrica/
https://www.kubota.com/pt/products/johkasou/
https://www.br.emb-japan.go.jp/files/000164256.pdf

 

3 Motivos para Investir em Sustentabilidade

O modelo sustentável ainda é um diferencial hoje, mas a tendência aponta que futuramente será um modelo padrão, para o desempenho de atividades das empresas.

Na transição de um modelo para outro, ainda carecemos de legislações específicas e fiscalização que visam o meio ambiente, mas os selos de sustentabilidade avaliam as empresas, premiando as e as colocando em destaque, agregando valor ao seu patrimônio e sua marca no mercado.

Para obter tal notoriedade, como que investir em meio sustentáveis na sua empresa seria um bom ponto de partida?

1 – Estratégia

O marketing de uma empresa sustentável evidencia:

  • Valores éticos e sociais da organização, sua responsabilidade civil e o respeito às pessoas e o meio ambiente;
  • Relação de confiança com parceiros e clientes;
  • Vantagem competitiva sobre os concorrentes.

 

2 – Inovação

Empresas que já investem em sustentabilidade são precursoras do modelo no mercado: acompanham o cenário atual, visam o futuro e formulam novas estratégias para solucionar problemas vigentes e futuros, além de demonstrar sua capacidade de adaptação. Através da inovação, se obtém:

  • Maior rentabilidade e capacidade produtiva, com benefícios a médio e longo prazo;
  • Redução de custos e uma gestão de recursos mais eficiente;
  • Autossuficiência: menos demanda e dependência de recursos naturais, que são recursos escassos.

 

3 – Impacto Social

Em âmbito social, empresas sustentáveis geram impactos positivos, como:

  • Conscientização da população;
  • Promoção da educação ambiental;
  • Intensificação de projetos sociais;
  • Melhora na qualidade de vida e preservação ao meio ambiente.

Fontes de pesquisa:

http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/dez-motivos-pelos-quais-as-empresas-devem-investir-em-sustentabilidade-ambiental/104952/
https://www.ufrgs.br/sustentabilidade/?p=114
http://www.ibdn.org.br/2017/07/12/motivos-para-sua-empresa-investir-em-sustentabilidade/
https://blog.radixflorestal.com.br/por-que-e-importante-investir-em-sustentabilidade/
https://blog.radixflorestal.com.br/sustentabilidade-lucrativa-conheca-a-nova-tendencia-em-investimentos/

Sistema de reuso para prédios comerciais é capaz de reciclar 3.000 m³ de água por mês sem aditivos químicos

Reciclagem de água em áreas urbanas é a nova aposta da Thermomix para economizar mais dinheiro e consumir menos recurso hídrico

Cerca de 80% do consumo de água em um prédio comercial vem apenas do acionamento de descargas, também chamada de água negra. Toda essa água é desperdiçada, misturada ao esgoto e despejada no meio ambiente. Mas e se fosse possível tratar esse esgoto direto na fonte, reciclar a água e utilizá-la no próprio local de consumo?

É o que a Thermomix está fazendo em diversas regiões urbanas no Brasil. A Estação de Reciclagem de Água (ERA), desenvolvida pela divisão de águas Enviromix, foi criada com uma tecnologia focada em reuso de água para prédios comerciais. O sistema utiliza o esgoto como matéria-prima, que é tratado e reutilizado em todos vasos sanitários do empreendimento.

Além de diminuir o consumo de recursos hídricos, a estação pode gerar uma economia financeira em até 40% na conta de água do prédio. A água de reuso gerada pela ERA pode também ser usada para qualquer outra função que não seja de consumo humano, como jardinagem e lavagem de garagens.

O diferencial da ERA é o tamanho e a eficiência. Utilizando processos de nanofriltração por membranas e oxidação avançada para eliminar toda a matéria orgânica presente na água de esgoto a estação ocupa o espaço equivalente a duas vagas de garagem.

O sistema é completamente automatizado, não leva aditivos químicos e é capaz de reciclar 3.000 litros de água com tempo de retenção de apenas 15 minutos. A solução é adequada para prédios comerciais que consumam um volume de água superior a 500m³/mês.

A ERA já está funcionando em prédios localizados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.


Edifício CYK, localizado na Av. Paulista e cliente da Enviromix.

 

SISTEMA DE REUSO DE ÁGUA GERA LUCRO E ECONOMIA

Estação de reciclagem de água sem aditivos químicos e para prédios comerciais é a aposta da Thermomix Brasil para a 8ª edição da Greenbuilding Brasil 2017.

Nos dias 8, 9 e 10 de agosto a Thermomix Brasil participará da feira de negócios mais importante do setor de construção sustentável, a Greenbuilding Brasil, organizada anualmente pela ONG Green Bulding Council. Há 18 anos no mercado de sistemas sustentáveis, a empresa de engenharia apresentará sua nova divisão de água, a Enviromix, responsável pela criação e desenvolvimento de estações de reciclagem de água sem aditivos químicos e voltadas para prédios comerciais. A nova tecnologia gera uma economia de até 40% em gastos com consumo de água.

As estações de tratamento utilizam processos de nanofriltração por membranas e oxidação avançada para eliminar toda a matéria orgânica presente na água de esgoto e ocupam o espaço equivalente a uma vaga de garagem. O sistema é completamente automatizado e capaz de reciclar 3000 litros de água contaminada com tempo de retenção de apenas 15 minutos.  Em apenas 1 hora a água está pronta para reuso e livre de coliformes e patogênicos.

A equipe de vendas da Thermomix estará presente nos três dias da feira e convida a todos para visitarem o stand e conhecerem seus serviços de sistemas inteligentes e sustentáveis. “Gostaríamos de mostrar ao público que é possível gerar lucro e economia e, ao mesmo tempo, ser sustentável”, declara Mário Sergio Sartori, que fará uma apresentação sobre a estação de tratamento da Enviromix no dia 09 de agosto, às 15h30, na área da Expo Hall Stage.

A 8ª edição da Greenbuilding Brasil 2017 acontece nos dias 8, 9 e 10 de agosto das 9h às 18h na São Paulo Expo, localizada na Rod. Dos Imigrantes, s/n – Vila Funda, São Paulo.

Mais informações, acesse: www.thermomixbrasil.com.br e www.expogbcbrasil.org.br

ThermoMix Brasil comemora seus 15 anos

ThermoMix Brasil comemora 15 anos de atuação no mercado

 

A empresa desenvolveu projetos de engenharia com foco em soluções sustentáveis para mais de 78 clientes em todo o Brasil.

 

A ThermoMix Brasil, empresa com foco em eficiência energética, completa 15 anos de atividades no mercado de engenharia. Fundada inicialmente como uma empresa representante de placas solares, em 2000, hoje a ThermoMix desenvolve projetos personalizados para otimizar o uso de recursos naturais disponíveis. Neste período, a empresa já atendeu mais de 78 clientes em todo o país – entre eles, hotéis, motéis, hospitais e academias.

Read more

Motel Zapt! Inovando

O Motel Zapt!, em São Paulo, lança sua nova suíte Presidencial, um espaço triplex de 100m². Na entrada, uma piscina aquecida, com cascata e iluminada por leds. Sobre a piscina, há um deck. No mesmo andar, o spa e uma jacuzzi com cromoterapia para seis pessoas. Com todos esses atrativos, a suíte atende a mais de um casal, porém a reserva tem de ser feita antecipadamente. O motel Zapt!, por conta de sua estrutura e amplo espaço, proporciona aos clientes total conforto. Em 2007, a ThermoMix criou um projeto personalizado para o sistema de aquecimento de água do Zapt!. Foi instalado um tanque e conversores térmicos para estocar água quente. Foi desativada a caldeira movida a gás. Com estas intervenções da ThermoMix, o motel Zapt! obteve uma economia de 55% no custo de gás. Todo esse monitoramento continua sendo realizado pela equipe ThermoMix, proporcionando ótimos resultados financeiros ao Zapt!.

Lumini em São Paulo

Será que dá pra ser sofisticado até na suite mais simples? O motel Lumini, de São Paulo prova que sim, tanto que tal façanha lhe valeu o título de bicampeão do ranking da Revista Playboy. Todas as suítes possuem canal a cabo, Internet wi-fi, ar-condicionado e CD Player. Quem chegar em dois carros, conta com serviço de manobrista. Destaque para suíte Premium, com quartos que possuem teto solar e hidro.
A suíte mais completa, Acqua Master, é repleta de serviços adicionais como piscina aquecida, sauna, duchas individuais e DVD player. Os investimentos no Lumini são vistos não somente na decoração de suas suítes, mas também na sua “indústria de energia“. A ThermoMix desenvolveu um sistema completo e personalizado para cogeração de energia. Trata-se de uma parceria que vem a vários anos, proporcionando eficiência e gerando economia ao Lumini.

Veja o projeto de eficiência energética desenvolvido pela ThermoMix Brasil para o Motel Lumini

Hotéis Novos por todo o Brasil

O grupo Accor América Latina, anunciou que trará a marca MGallery, configurado na categoria Hotel Boutique. Serão 12 cidades escolhidas dentre elas, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Salvador.
Já a Atlantica Hotels International, lançou a bandeira “Inn Style“, em parceria com a construtora Domus Populi. Com previsão para 2013, suas primeiras unidades serão lançadas nas cidades de Campinas, Sorocaba, São José dos Campos e Valinhos, destinos de grande potencial, freqüentemente escolhidos por jovens executivos.

Lavanderias buscam alternativas sustentáveis

Que os custos de energia e a conta de água são os grandes vilões de uma lavanderia, isso não é novidade.
A boa noticia são as novas soluções que a ThermoMix desenvolveu para as lavanderias. Tratam-se de implantações de sistemas, que interligados e devidamente monitorados pelos técnicos da ThermoMix, apresentaram resultados surpreendentes já nos primeiros 30 dias.
Outro destaque, vai para o sistema de tratamento de água mostrando que o reuso é uma solução inteligente, eficiente, econômica e sustentável. As soluções para lavanderias da ThermoMix já foram implantadas em várias cidades do estado de São Paulo proporcionando a eco-eficiência para vários estabelecimentos.

Hospitais Verdes

Vários edifícios hospitalares têm recorrido ao processo de construção inteligente
e “verde”. O grande desafio está sendo ser o mais sustentável possível, sem gerar grandes impactos nas atividades do hospital, nem reduzir a qualidade do atendimento aos pacientes. Gradativamente, vem crescendo o número de hospitais que buscam a certificação LEED “Leadership in Energy and Environmental Design”, organizado pelo GBCB – Green Building Council Brasil, que defende uma aproximação entre as edificações e o conceito de sustentabilidade por meio de cinco capítulos que geram créditos: desenvolvimento sustentável do entorno, economia de água, eficiência energética, materiais e recursos, e qualidade ambiental interna para os usuários.
Nos últimos tempos, as instituições hospitalares estão engajadas na busca pela sustentabilidade, como no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), em São Paulo, que vem realizando uma construção inteligente e utilizando todos os seus recursos de maneira sustentável. Exemplos como o Pavilhão Vicky e Joseph Safra, do Einstein, que receberam a certificação LEED no nível Ouro. Sabendo disso, a ThermoMix, membro do GBCB, vem criando soluções personalizadas para hospitais em vários pontos do país. A ThermoMix entende a complexidade do funcionamento hospitalar 24/7 e apresenta projetos para eficiência na cogeração de energia sustentável para este importante setor.

Motel Confidence, uma marca consagrada

Estrutura completa e atendimento de qualidade são características que levaram o Confidence ao topo da lista de melhores motéis da região do Grande ABC. João Silva, responsável operacional do motel, afirma que isso é resultado de um trabalho bem fundamentado, voltado ao consumidor. “Acreditamos que o atendimento carinhoso e diferenciado que oferecemos há vários anos, ajudou a formar a opinião dos que lembraram da nossa marca em primeiro lugar”.
O segredo do sucesso no atendimento do Confidence está na procura constante por entender o cliente e saber o que ele precisa desde o início. Parceira da ThermoMix há alguns anos, o motel Confidence possui um sistema de co geração e monitoramento completo do consumo de energia para suas 62 suítes.

Veja o projeto eficiência energética desenvolvido pela ThermoMix Brasil para o Motel Confidence.

O Hotel mais verde da América do Sul

Esse título pertence ao Kiaroa Eco-Luxury Resort, segundo o World Travel Awards, considerado o Oscar do turismo. Neste ano, o resort concorre ao bicampeonato na mesma categoria e também como “hotel mais sustentável do mundo“. Com apenas 5 anos de existência e localizado na Península de Maraú, no sul da Bahia, o Kiaroa foi criado num local pensado para ter a natureza como estrutura, afirma o gerente nacional de vendas, Guilherme Chalhoub. No aspecto social, o resort também desempenha seu papel. “Nós capacitamos e contratamos muitos nativos para trabalharem conosco. Hoje, 75 famílias vivem do Kiaroa”, enfatiza Chalhoub.

Fonte: Hotelnews

Brasil estuda soluções para diminuir desperdício de energia elétrica

De toda energia produzida no Brasil, 15% se perdem entre a geração e o consumo. De acordo com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), a proporção é mais do que o dobro da registrada em outros países, que é de 7%. A perda de energia (causada principalmente pelo furto instalações irregulares, o chamado gato) motivou o CGEE a fazer um estudo sobre as redes inteligentes ou smarts grids, para gerenciamento da geração, transmissão, distribuição e consumo de energia elétrica. A tecnologia informará em tempo real, por exemplo, a ocorrência de pane e a eventual suspensão do fornecimento. “Quando cai a energia, independente do motivo, você liga para a concessionária. Pelo smart grid, isso será automático, não precisa ligar, pois as empresas terão mais informação, melhorando assim sua prestação de serviços ao seu mercado e seus clientes”, explica Ceres Cavalcanti, assessora do CGEE. Segundo ela, o smart grid melhora o serviço que é prestado pelas concessionárias. No entanto, tudo isso não isentará o país de continuar investindo na ampliação da geração de energia. “O país cresce em termos de consumo de energia mais de 5% ao ano, o que é acima do crescimento do Produto Interno Bruto”, pondera Ceres Cavalcanti que lembra que há demanda pelo uso da energia, ainda cara para muitos usuários.

Fonte: Agência Brasil

Mesa Redonda com Datena

Datena entrevista Mário Sergio Sartori

Presidente da ThermoMix, Mário Sergio Sartori, em conversa com José Luiz Datena e empresários do setor de hotelaria e motelaria sobre os sistemas sustentáveis da ThermoMix.