Gerador de Ozônio Enviromix

Todo tratamento de esgoto sanitário requer oxidação da matéria orgânica e inorgânica que geralmente é feita por meio biológico ou físico-químico. O sistema de reciclagem de água Enviromix possui um forte aliado que substitui qualquer outro tipo de sistema de oxidação com agilidade e qualidade.

O gerador de ozônio Enviromix, 100% nacional, possui modelos que produzem até 500 g/h. O processo é muito encontrado no setor industrial, para reduzir a concentração de DQO (Demanda Química de Oxigênio), DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio) e também do COT (Carbono Orgânico Total), e agora está sendo viabilizado no setor comercial.

O equipamento, desenvolvido pela Enviromix, possui tubos dielétricos pelo qual o oxigênio percorre, enquanto é emitida uma descarga elétrica constante que transforma a molécula do oxigênio (O2) em uma molécula de ozônio (O3), por meio da adição de um átomo de oxigênio.

As aplicações do gerador de ozônio no meio industrial são:

  • Indústria alimentícia: oxida pesticidas e neutraliza os gases de amônia e etileno produzidos durante os processos de amadurecimento e decomposição;
  • Química
  • Farmacêutica
  • Piscinas
  • Água mineral
  • Têxtil
  • Papel e celulose
  • Desinfecção de estações públicas de tratamento de água

 

Fontes:
http://www.snatural.com.br/ozonio-tratamento-agua-desinfeccao/

http://www.snatural.com.br/produtos-quimicos-tratamento-agua/

https://www.ozonio.net/ozonio-em-piscinas/

http://www.ascambiental.com.br/gerador-ozonio.php

http://www.philozon.com.br/noticias/ozonio-na-industria-de-alimentos/

http://www.philozon.com.br/noticias/sisemas-de-aplicacao-industrial-de-ozonio/

Reúso de Água e seus Benefícios

Utilizar água potável na descarga e para outros fins ordinários são práticas de séculos passados.  A história das civilizações nos mostra o perfil parasita e devastador do velho homem, porém há uma luz no fim do túnel.

Na segunda metade do século XX, os pensamentos ambientalistas são propagados e com este trabalho, novas gerações de engenheiros e arquitetos já possuem em sua formação de base soluções sustentáveis para a interação da vida do homem com o planeta.

A alta concentração de pessoas nas cidades demanda eficiência na gestão de recursos, e o mais importante deles é a água. Fóruns internacionais acontecem todos os anos para conscientizar e buscar soluções para a questão hídrica em cidades do mundo todo.

No território brasileiro, a abundância de água fez com que se predominasse uma cultura de desperdício, que se deu principalmente a partir do início da industrialização no país, repentina e tardia, fazendo com que as estruturas para o modo de vida da população fossem, em seu maior número, imediatas e sem planejamento, e que permeiam até hoje em muitas regiões sem saneamento básico, por exemplo.

A solução mais inteligente, em eficiência e sustentabilidade, tem sido o reúso da água, e vários países como Israel, Japão e Cingapura, por exemplo, tem incorporado este sistema em suas cidades, tornando-as autossuficientes.

Quais são os ganhos com a reciclagem da água?

  • Redução dos custos de água, luz e esgoto;
  • Redução dos efluentes gerados, industriais ou domésticos;
  • Economia de água, priorizando a água potável para consumo humano e animal.

Quais águas são possíveis de se reciclar?

  • Águas de coleta da chuva;
  • Águas cinzas: provenientes de torneiras e chuveiros;
  • Águas negras: proveniente de vasos sanitários. O próprio esgoto pode ser tratado hoje, por sistemas eficazes e potentes em desinfecção, como o tratamento feito com ozônio.

E onde a água reciclada pode ser utilizada?

  • Descarga de vasos sanitários;
  • Irrigação de jardins e canteiros;
  • Lavagem de pisos e calçadas;
  • Lavagem de veículos;
  • Reposição de água em sistemas de refrigeração;
  • Limpeza doméstica/ de estabelecimentos;
  • Geração de energia, entre outros.

A água de reuso é uma prática possível nos dias de hoje, mas é preciso um trabalho de conscientização por parte do governo e da própria população, a fim de mudar o contexto cultural em que vivemos, de hábitos insustentáveis. Como ‘’start’’, as pequenas ações individuais podem fazer uma grande diferença no coletivo, para o começo deste trabalho.

Fontes:
https://www.unochapeco.edu.br/quimica/noticias/reuso-de-agua-e-seus-beneficios-para-a-industria-e-meio-ambiente

https://digital.fispaltecnologia.com.br/importancia-e-beneficios-do-reuso-de-agua-para-industria/

http://infraestruturaurbana17.pini.com.br/solucoes-tecnicas/43/ampliar-o-reuso-de-agua-em-setores-de-grande-consumo-327094-1.aspx

http://www.unoeste.br/site/enepe/2012/suplementos/area/Humanarum/Ciências%20Humanas/Sociologia/ANÁLISE%20DE%20UM%20MODELO%20INDUSTRIAL%20DE%20REÚSO%20DA%20ÁGUA%20NO%20SETOR%20FRIGORIFICO%20REFLEXÃO%20A%20CERCA%20DA%20SUSTENTABILIDADE.pdf

 

Como os Países e suas Grandes Cidades Gerenciam sua Água

Cingapura

Era preciso alcançar autossuficiência, já que o território não possui aquíferos naturais e sua terra é limitada para coletar e armazenar água da chuva. O país não podia depender totalmente da importação de água de outros países. Soluções:

  • Ciclo da água completo, por meio de um sistema integrado e eficiente, que capta a água da chuva, purifica, abastece os lugares e trata a água para reuso;
  • Dessalinização, como a principal fonte de água – Cingapura importa uma parte da Malásia, outra obtém por captação da água da chuva e reuso);
  • Engajamento na causa: além da conscientização da população, discussões são promovidas por especialistas, políticos e líderes da indústria para a busca de soluções, com colaborações internacionais mútuas, de empresas privadas e agências governamentais.

Israel

País cercado pelo deserto, encontrou soluções inovadoras através do empreendedorismo para solucionar a questão da água e até exportar o recurso para países vizinhos. Soluções:

  • Cobrança individual do consumo de água, fazendo o preço aumentar e conscientizando a população sobre o real valor da água;
  • Sistema de gotejamento na agricultura;
  • Índice de tratamento de esgoto de até 90%, sendo reutilizado posteriormente;
  • Dessalinização da água do mar Mediterrâneo;
  • União da população pela causa, educação ambiental e cultura do não desperdício.

Austrália

Com recordes de temperatura nos últimos anos e um período de seca de até doze anos (de 1997 a 2009), o país precisou investir para se adaptar. Soluções:

  • O principal investimento foi na infraestrutura, para impedir vazamentos de água;
  • Reservatórios de água instalado nas casas: coleta e direcionamento da água para tratamento e depois o retorno para reuso, numa torneira especial;
  • Usinas de dessalinização em várias cidades.

Estados Unidos

O estilo de vida de alto padrão das pessoas no estado da Califórnia passou por mudanças depois de períodos alarmantes de seca na última década. Soluções:

  • Racionamento de água em determinados horários;
  • Meta para reduzir o consumo de água da população em 20% por meio de iniciativas, como o aumento de tarifas e multas para flagrantes de desperdício de água;
  • Incentivos para que os moradores trocassem a grama de suas casas por gramas artificiais e pessoas que utilizavam água para irrigação precisaram reduzir o consumo para 10% obrigatoriamente, enquanto o restante reduziu voluntariamente;
  • Descontos para a população na compra de chuveiros, máquinas de lavar e privadas mais eficientes na economia de água;
  • Parques, clubes e campos de golfe passaram a ser irrigados com água de esgoto reciclada;
  • O estado já possui um sistema que torna potável a água do esgoto, de forma indireta: o esgoto é tratado, devolvido no rio e depois é abastecido nas casas das pessoas.

Japão

A água do Japão é considerada uma das melhores do mundo pela alta qualidade que possui, passando por um sistema de purificação feito com ozônio e carvão ativado biológico, sendo saudável e potável mesmo direto da torneira. A conscientização da população é a grande chave da questão hídrica no país e, desde os anos 50, o país trabalha com medidas para evitar a falta de água. Soluções:

  • Captação da água da chuva, reaproveitamento de águas residuais, manutenção do sistema de distribuição e averiguação rigorosa para impedir vazamentos, tendo um dos menores índices de perda de água no mundo: 2%;
  • Desde 1978, todo dia 15 do mês é considerado o dia de economizar água;
  • O desenvolvimento de torneiras, chuveiros e vasos sanitários que diminuem o consumo de água;
  • Rígida lei ambiental, preservando as fontes de água doce apropriadas para consumo humano.
  • Existe a separação das águas da pia, lavatório, chuveiro e vaso sanitário, para facilitar o tratamento das águas para reuso, que inclusive é feito nas próprias residências por tanques, com instalação que custa em torno de oito dólares.

 

Fontes:
http://www.letrasambientais.com.br/posts/10-licoes-dos-paises-lideres-em-gestao-sustentavel-das-aguas
http://info.opersan.com.br/gestão-dos-recursos-hídricos-as-lições-que-devemos-aprender-com-austrália-israel-e-singapura
http://g1.globo.com/natureza/noticia/2015/05/veja-solucoes-de-seis-paises-para-vencer-falta-de-agua-e-o-desperdicio.html   G1
https://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/a-solucao-de-israel-para-a-falta-de-agua-44dzpnzblhoqmhkuwkglz9r5l/ Israel – Gazeta do Povo
http://saopaulotimes.com.br/sp/%E2%80%A8solucao-inteligente-entendaa-politica-de-agua-em-singapura/ Cingapura, São Paulo Times
http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2015/05/25/115709-veja-solucoes-de-seis-paises-para-vencer-a-falta-de-agua-e-o-desperdicio.html
https://brasil.elpais.com/brasil/2015/04/23/politica/1429825301_602621.html Estados Unidos
https://www.coisasdojapao.com/2017/08/voce-ja-bebeu-agua-da-torneira-no-japao/
https://www.tratamentodeagua.com.br/reutilizacao-de-agua-aquifero/
https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150223_california_sanfrancisco_jf_rm BBC – Estados Unidos
https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1603095-toquio-aprende-a-licao-e-hoje-perde-so-2-da-agua.shtml Japão
http://www.fibrandobrasil.com.br/fibran/como-sao-paulo-pode-superar-a-crise-hidrica/
https://www.kubota.com/pt/products/johkasou/
https://www.br.emb-japan.go.jp/files/000164256.pdf

 

3 Motivos para Investir em Sustentabilidade

O modelo sustentável ainda é um diferencial hoje, mas a tendência aponta que futuramente será um modelo padrão, para o desempenho de atividades das empresas.

Na transição de um modelo para outro, ainda carecemos de legislações específicas e fiscalização que visam o meio ambiente, mas os selos de sustentabilidade avaliam as empresas, premiando as e as colocando em destaque, agregando valor ao seu patrimônio e sua marca no mercado.

Para obter tal notoriedade, como que investir em meio sustentáveis na sua empresa seria um bom ponto de partida?

1 – Estratégia

O marketing de uma empresa sustentável evidencia:

  • Valores éticos e sociais da organização, sua responsabilidade civil e o respeito às pessoas e o meio ambiente;
  • Relação de confiança com parceiros e clientes;
  • Vantagem competitiva sobre os concorrentes.

 

2 – Inovação

Empresas que já investem em sustentabilidade são precursoras do modelo no mercado: acompanham o cenário atual, visam o futuro e formulam novas estratégias para solucionar problemas vigentes e futuros, além de demonstrar sua capacidade de adaptação. Através da inovação, se obtém:

  • Maior rentabilidade e capacidade produtiva, com benefícios a médio e longo prazo;
  • Redução de custos e uma gestão de recursos mais eficiente;
  • Autossuficiência: menos demanda e dependência de recursos naturais, que são recursos escassos.

 

3 – Impacto Social

Em âmbito social, empresas sustentáveis geram impactos positivos, como:

  • Conscientização da população;
  • Promoção da educação ambiental;
  • Intensificação de projetos sociais;
  • Melhora na qualidade de vida e preservação ao meio ambiente.

Fontes de pesquisa:

http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/dez-motivos-pelos-quais-as-empresas-devem-investir-em-sustentabilidade-ambiental/104952/
https://www.ufrgs.br/sustentabilidade/?p=114
http://www.ibdn.org.br/2017/07/12/motivos-para-sua-empresa-investir-em-sustentabilidade/
https://blog.radixflorestal.com.br/por-que-e-importante-investir-em-sustentabilidade/
https://blog.radixflorestal.com.br/sustentabilidade-lucrativa-conheca-a-nova-tendencia-em-investimentos/